Se quiser comprar, para o meu kindle, o livro de Javier Celaya  La empresa en la web 2.0. El impacto de las redes sociales y las nuevas formas de comunicación online, só posso fazê-lo na Amazon.com ($6.23), porque, devido às  restrições geográficas, na Amazon.es (EUR 0,94) só está disponível para residentes em Espanha.
Para além de que preferiria pagar os impostos neste lado do Atlântico, na Amazon.com tenho que pagar bem mais caro:


Anúncios

Uma verdadeira ferramenta de trabalho, sem dúvida. Por essa razão, porque o queria utilizar para trabalhar, acabei por optar pela versão tablet (Galaxy Note 10.1) em vez da versão “smartablet” (com o mais recente Galaxy Note II), pequeno de mais para trabalhar com ele de forma regular.

O reconhecimento de escrita manual (em qualquer língua) superou, e muito, as minhas expectativas. O reconhecimento de voz (em português) ficou bem aquém do que esperava (sim, também experimentei com outros sotaques, para além do meu, do Além-Minho). Mas, a verdade é que não costumo ditar(-me) textos.

Há anos que esperava poder usar um tablet para escrever os meus textos (também os textos longos), as minhas apresentações, os meus e-mails e mensagens, etc.  sem ter que usar um teclado, como um verdadeiro caderno de notas.

O Ipad? Escrever com o dedo? Não, obrigado. Mas afinal também não foi o Windows 8 en tablet.

Espero que o meu Galaxy Note venha substituir o lápis e o papel que tenho sempre ao meu lado direito na minha mesa de trabalho.

%d bloggers like this: