Voltar à leitura demorada (também em formato digital)

3 Dezembro 2010

É verdade que um livro digital não é um PDF, mas também é verdade que não tem que ser, necessariamente, uma ostentação de texto, som, vídeo, ligações à internet, etc.
Reconheço que fiquei surpreendido a primeira vez que li, no meu leitor de ebooks, um livro inteiro, seguido, sem links e navegações a interferir na minha leitura demorada (eu leio devagar).

O formato digital não está a matar o livro. Antes pelo contrário, está a torná-lo mais rico. Nessa diversidade, haverá livros digitais e livros analógicos. E os livros digitais terão variados formatos:  haverá os que integrarão todo tipo de gadgets, das  hiperligações aos jogos de vídeo, e haverá os que serão puro texto corrido, que nos convidarão à leitura demorada e não a saltitar de ligação em ligação.

Mas texto puro que poderei ler sem os meus óculos progressivos (aumentando o tamanho dos caracteres) e que poderei continuar a ler no meu telefone enquanto espero pela minha filha à porta da escola.

Espero é que os iPad, os Samsung GalaxyTab, etc. não estraguem tudo.

Foto:  Wikipedia: Bouquin électronique iLiad sur une pile de livre dehors au soleil

Advertisements
%d bloggers like this: