copyright : voltar ao bom senso

7 Novembro 2010

“Em vez de um sistema disfuncional baseado numa série de “muros de Berlim” culturais, quero voltar ao bom senso. Um sistema para criar novas oportunidades para os artistas e os criadores, e novos modelos de negócios que se encaixam melhor na era digital. O copyright não é um fim em si mesmo. Existia para assegurar que os artistas continuassem a criar, mas acabou por dar um papel mais proeminente aos intermediários do que aos artistas.

É também um sistema cada vez menos respeitado que irrita as pessoas. Temos de garantir que os direitos dos criadores não sejam um obstáculo. Sofremos problemas importantes, por exemplo, como a digitalização de livros – a biblioteca digital europeia – ou as obras órfãs com que não podemos lidar. O sistema de direitos de autor irrita os cidadãos, incapazes de aceder ao que os artistas querem oferecer, deixando um vazio que é coberto por conteúdos ilegais, privando os artistas de sua merecida remuneração.

Podemos satisfazer alguns interesses criados e evitar este debate ou enquadrar o debate sobre os direitos de autor em termos moralistas demonizando milhões de cidadãos. ”

Neelie Kroes, vice-presidente da Comissão Europeia,  responsável pela Agenda Digital Europeia

Visto em:

Nación RedLa comisaria Kroes explota: “los derechos de autor son Muros de Berlín”

El blog de Enrique DansAbajo con los muros de Berlín de la cultura

imagem: Wikipedia

Anúncios

2 Responses to “copyright : voltar ao bom senso”

  1. patfranca Says:

    “Um sistema para criar novas oportunidades para os artistas e os criadores, e novos modelos de negócios que se encaixam melhor na era digital.”
    Por muita boa vontade que tenha, ainda não vi nenhuma solução perfeita para criar este sistema. Muitos dos partidários do movimento Open Access, que eu apoio, parecem esquecer-se que, se é verdade que há intermediários que subvertem o sistema de copyright, também é verdade que há pessoas por trás dos conteúdos. Até hoje não consegui encontrar nenhuma alternativa válida que proteja os pequenos autores.
    É preciso, de facto, encontrar um novo sistema, o antigo tornou-se fraco e obsoleto, mas onde está esse novo sistema, que eu não o consigo ver?


  2. […] Resposta (no sofá, um bocado atabalhoadamente) ao comentário da amiga P. França no post anterior copyright : voltar ao bom senso […]


Os comentários estão fechados.

%d bloggers like this: