“Neutralidade da rede”: sinais de trânsito dizem respeito aos carros de baixa cilindrada e aos mais potentes

26 Agosto 2010

Neutralidade da rede ≠ “tudo grátis”
Neutralidade da rede ≠ “mesma velocidade para todos”
Neutralidade da rede = “o semáforo vermelho é para todos, carros rápidos e carros lentos”

Nas regras de trânsito reais, um semáforo vale o mesmo para um condutor rico ou pobre. E assim é na internet. Mas nas regras de trânsito que a Google e a Verizon cogitam implementar, o condutor poderoso (como a Google) passa a dispor dos sinais verdes que a Verizon lhe der; nós outros encontraremos mais luzes vermelhas ou amarelas. Isto significa, como diz Paulo Querido no Correio da Manhã, “o fim da igualdade de oportunidades, para quem cria e produz, e o fim da liberdade de acesso para quem consome”
Rui Tavares: Traduzam-se para a guerra (ESQUERDA.NET) (obrigado, Patrícia)

NOTA: Se, como indica o autor, o artigo foi publicado no jornal Público (para além de também estar disponível em ruitavares.net: Traduzam-se para a guerra), não deveria aparecer um link para o jornal Público e para o artigo no jornal?

Imagem: Wikipédia: Neutralidade da rede

Advertisements

One Response to ““Neutralidade da rede”: sinais de trânsito dizem respeito aos carros de baixa cilindrada e aos mais potentes”


Os comentários estão fechados.

%d bloggers like this: