Está disponível na rede, livre e gratuito, um curso de “português para estrangeiros” (financiado pela Direcção Geral de Juventude e Solidariedade da Junta da Galiza) em que colaborei, junto com outros elementos do grupo Galabra (de Estudos nos Sistemas Culturais Galego, Luso, Brasileiro e Africanos de Língua Portuguesa) Universidade de Santiago de Compostela e a empresa Imaxin Software (com fundos europeus Interreg III A de Cooperação Transfronteiriça).

Este é endereço: http://www.portuguesparanos.com/
Em “Disciplinas disponíveis” clicar em “Português para nós”

ACTUALIZAÇÃO (abril 2011):  agora em:   http://www.portuguesparanos.org/

O curso está dividido em 8 unidades, chamadas blocos. Cada bloco apresenta um ou mais dos seguintes elementos:

* Introdução (em vídeo e/ou áudio):

* Comunicando (funções comunicativas da língua: cumprimentar, despedir-se, pedir, etc.):

* Conteúdos gramaticais (questões de ortografia, fonética morfo-sintaxe, etc.):

* Capital das palavras (conteúdos lexicais):

* Cronicando (conteúdos sócio-culturais):

* Vai ou não vai? (exercícios para as diferentes secções):

O curso (conteúdos, exercícios, etc.) está concebido para funcionar sem professor.
Faltam alguns conteúdos que serão incorporados nas próximas semanas (e algumas afinadelas no áudio, etc.).

Publicidade viral

17 Janeiro 2008

Uma professora britânica suspensa de funções por ter participado num reclamo publicitário de roupa de construção civil com conteúdo erótico.
O vídeo parece mais uma brincadeira, mas a polémica está montada e o êxito do anúncio publicitário também, claro.
Se a coisa foi propositada, o director de marketing da companhia publicitária está de parabéns.

Fonte: ElPais.com > La ‘profe’ se lo monta en YouTube

omnis persuasio carcer est

16 Janeiro 2008

A partir de um comentário ao meu post Ciência descobri o blogue omnis persuasio carcer est, de Patrícia França.
Os meus parabéns à Patrícia e votos de muito sucesso.
omnis persuasio carcer est já está nos meus links.

Twingine

13 Janeiro 2008

Ao fazer pesquisas com Twingine, obtemos, em simultâneo, os resultados de Google e os de Yahoo!:

Mural ao pé da Faculdade de Filologia da Universidade de Santiago de Compostela em homenagem ao Professor Ricardo Carvalho Calero.

Via: Portal Galego da Língua > Gentalha do Pichel realiza mural em homenagem a Carvalho Calero

Wikia Search

7 Janeiro 2008

Hoje começou a funcionar o motor de pesquisa Wikia Search.

Já li algumas críticas sobre a má qualidade dos resultados, mas isso é perfeitamente natural, dado o conceito de motor de busca de Wikia, baseado no feedback dos usuários. Evidentemente, neste momento, não há, ainda, retorno nenhum.
Não vamos dar-lhe, pelo menos, os 100 dias de graça?

“ […] na sociedade de Internet, complicado no é saber navegar, mas saber aonde ir, onde procurar o que se quer encontrar e o que fazer com o que se encontra. E isto requer educação. De facto, Internet amplifica a mais velha diferença social da história, que é o nível de educação. O facto de 55% dos adultos no ter completado em Espanha o ensino secundário, essa é a verdadeira ruptura digital.”
Manuel Castells, investigador da Universitat Oberta de Catalunya, autor de A era da informação: economia, sociedade e cultura,
na entrevista “El poder tiene miedo de Internet” de Milagros Pérez Oliva em El País.com (06/01/2008)

Debilitamento do Estado

5 Janeiro 2008

“[…] Numa sociedade onde eu goste de viver, o Estado cobra impostos e devolve-os, redistribuindo-os em saúde, educação, transportes públicos, espaços verdes ou apoio aos desempregados. E deixa para os cidadãos a auto-regulação do seu quotidiano, legislando apenas quando o desequilíbrio de poderes transforma a liberdade do mais forte numa imposição a todos. Nem sempre as duas coisas são fáceis de conjugar. Como impedir uma minoria poderosa de impor a sua vontade sem criar um Estado omnipresente?

Mas temos conseguido o oposto: quando mais o Estado abandona as suas funções sociais e deixa de intervir como árbitro em relações de poder desiguais (como as do trabalho), mais aumenta a sua presença no quotidiano dos cidadãos.[…]”

Daniel Oliveira: O Pai tirano in Expresso, 05/01/2008) (em acesso livre a partir de terça-feira).

Vd. também o post anterior (07/11/2007): Neoliberalismo, debilitamento do Estado e Maio de 68

A editora Minerva Coimbra, na sua colecção Geração21, publica obras de autores entre os 12 e os 21 anos.
A autora mais jovem, de momento, é Júlia Pereira da Cunha Durand (na imagem), nascida em 1994, que acaba de publicar o romance Segredos do Sub-Mundo.

Actualização: Vídeo da peça da RTP sobre o romance da Júlia Durand (obrigado, Manuela).

Via: El futuro del libro > De los más jóvenes para los más jóvenes

Foto: MinervaCoimbra > Segredos do Sub-Mundo

Wikia

4 Janeiro 2008


Segunda-feira, dia 7 de Janeiro, será lançado o Search Wikia um motor de pesquisa colaborativo inspirado na plataforma wiki. Trata-se de um novo tipo de motor de busca baseado na inteligência humana, para fazer o que os algoritmos não conseguem (palavras de Jimi Wales, fundador de la Wikipedia, e um dos responsáveis pelo projecto).
Estaremos atentos.

%d bloggers like this: