a Corunha, na Corunha, da Corunha

18 Dezembro 2007

Longe de mim querer ajudar os defensores do uso de “La Coruña” como topónimo oficial da cidade da Corunha, mas é assim, “a Corunha, na Corunha, da Corunha”, que se deve escrever o topónimo. Compare-se:

…a Amadora, da Amadora, na Amadora
… os Arcos, dos Arcos, nos Arcos
… o Cacém, do Cacém, no Cacém
…a Covilhã, da Covilhã, na Covilhã
…o Gerês, do Gerês, no Gerês
…a Guarda, da Guarda, na Guarda
… o Porto, no Porto, do Porto
… a Póvoa, da Póvoa, na Póvoa

…a Corunha, na Corunha, da Corunha.

É por isso que, nas polémicas à volta do uso da forma “A Coruña” ou “La Coruña“, nos textos escritos em espanhol, tem razão quem defende o uso de “La Coruña” (como La Corunya, em catalão, ou La Corogne, em francês).

Evidentemente, isso não significa que se deva escrever em castelhano (como encontramos na Wikipedia espanhola) “Universidad de La Coruña” (como também não falamos em castelhano da “Universidad del Miño“), embora alguém possa escrever em castelhano sobre, por exemplo, “Las dos futuras universidades de La Coruña“, etc.)

Claro que, quem escreve, em galego, “… A Coruña, na Coruña, da Coruña” (por exemplo: Para unha lista completa de todos os lugares do concello de A Coruña vexa: Lugares da Coruña) tem problemas com isto … e outros problemas bem maiores…

Já agora, se o artigo Corunha da Wikipédia portuguesa começa assim:

“A Corunha (o nome oficial escreve-se apenas em galego: A Coruña; em castelhano é referida em textos não-oficiais como La Coruña), é uma cidade…”

não entendo a presença da forma “La Coruña” na imagem ilustrativa:

A Coruña
La Coruña

Brasão

Bandeira

Brasão de La Coruña

Bandeira de La Coruña

Não deveria aparecer a forma “A Corunha” juntamente com o topónimo oficial, como ocorre, por exemplo, nos artigos Córsega, Berlim, etc.?

Anúncios
%d bloggers like this: