Já faço parte do projecto Distributed Proofreaders (obrigado, Alberto Simões, da Universidade do Minho, pelo empurrão inicial)

Este projecto possibilita digitalização de livros no Domínio Público graças ao trabalho de voluntários, que podem rever tão regular ou raramente quanto o desejarem, e quantas páginas quiserem.

Em que consiste o trabalho?
“Quando um revisor escolhe rever uma página de um dos livros, o texto e a imagem da página são-lhe apresentadas numa única página web. Isto permite que o texto seja facilmente corrigido e comparado à imagem da página, auxiliando a revisão. O texto editado é submetido de novo para o sítio através da mesma página web em que foi editado. O trabalho submetido é apresentado a um segundo revisor em conjunto com a imagem da página. Uma vez verificado o trabalho do primeiro revisor e corrigido qualquer erro, o texto da página é submetido novamente. Uma vez que todas as páginas de um determinado livro tenham sido processadas, um editor junta as peças, formata-as de acordo com as regras do Projecto Gutenberg para e-books e submete ao Projecto Gutenberg para arquivo.” (do Sítio do Distributed Proofreaders Europe).
Anúncios

usabilidade

9 Novembro 2007

A Associação Portuguesa de Profissionais de Usabilidade (APPU) assinala amanhã o Dia Mundial da Usabilidade com a activação do novo site “Difícil de Usar” onde podemos deixar testemunhos de objectos/serviços/sites que nos colocam dificuldades no dia a dia.

Via doMelhor > Site português recebe queixas de usabilidade

%d bloggers like this: