No seguimento da notícia do post anterior:
Estou a criar conteúdos (na área da linguística) para plataformas de e-learning (sejam elas Blackboard, Moodle ou outras, ou mesmo outras ferramentas que não sejam LMS, por exemplo um wiki).
Imaginemos que decido publicar estes conteúdos. E imaginemos, por um instante, que decido publicá-los como se de um manual de linguística se tratasse, com um © a acompanhar (imaginemos).
Se a Blackboard pode demandar os vendedores de software proprietário que eventualmente incorporem metodologias ou sistemas de e-learning nos seus produtos, significa isso que também poderei ter de pagar à Blackboard em conceito de propriedade intelectual pelos meus conteúdos para plataformas de e-learning?
Anúncios

e-learning patenteado?

13 Abril 2007

A empresa Blackboard obteve uma patente que abrange metodologias e sistemas de apoio ao ensino com base na Internet (e-learning) que poderia ameaçar os sistemas como Moodle e outros criados por universidades.
Blackboard comprometeu-se a não impor a sua patente a distribuidores de software livre, universidades ou entidades não comerciais, mas poderia demandar os vendedores de software proprietário que eventualmente incorporassem componentes de software livre nos seus produtos.
Fonte: ars technica > EFF lawyer warns of e-learning patent dangers (via barrapunto > Patentes, un riesgo para la educación).
Tradução espanhola em
Traducciones Libres > ¿Patentes, un riesgo para la educación?
%d bloggers like this: