A regionalização: uma oportunidade perdida

28 Novembro 2006

Interessante o livro de Enric Juliana (2005) La España de los Pingüinos. Una visión antibalcánica del porvenir español: la concordia es posible. Barcelona, Destino (apesar do horroroso título).

Obrigado ao Dr. Carlos Pazos, do Centro de Estudos Galegos, pela proposta de leitura (e por me emprestar o livro).

Tomo do livro o seguinte trecho, que justifica o título deste post:

“…as Autonomías contribuiram notavelmente para a modernização de Espanha, adiantando-se em certa medida ao futuro. A Europa tende claramente para a descentralização. Os alemães, forçados, como uma vacina contra um IV Reich; os britânicos, campeões do senso comum, conseguiram encarrilar o mal-estar da Escócia; os ilatianos continuam a bater na mesma tecla mas avançam para um certo esquema federal. Em Portugal volta a colocar-se a questão da regionalização; e a complexa crise da França é também a crise do centralismo. Sem as Autonomías, a Espanha não teria aproveitado com tanta eficácia os fundos de coesão e outras ajudas europeias. Não há dúvida de que as autonomias fizeram bem à Espanha.” (pág. 95).

Anúncios
%d bloggers like this: