Liberalização do mercado eléctrico

19 Outubro 2006

«”Não há milagres. As tarifas vão ter de subir, por mais que isso custe às pessoas e aos governos.” Nuno Ribeiro da Silva, ex-secretário de Estado da Energia e presidente da Endesa Portugal, sobre a subida dos preços de electricidade numa altura em que a liberalização do mercado eléctrico chega aos consumidores» (Expresso).

Vejamos:

1. A liberalização da distribuição da energia eléctrica será boa para os consumidores porque abre o mercado à concorrência.
2. Os eventuais concorrentes da EDP não poderão entrar no mercado português porque, dizem, os preços da electricidade em Portugal estão abaixo dos custos.
3. A solução do Governo é aumentar 15,7 % o preço da electricidade para os consumidores domésticos.
4. A técnica dos saldos: Agora fala-se em aumentar “apenas” entre 6 ou 8 % (ah!, bom!, dirão os mais ingénuos).
5. Conclusão: A privatização dos serviços públicos só prejudica os consumidores (embora também haja quem pense que a culpa de tudo é do consumidor!)

Não à privatização dos serviços nos termos do Acordo Geral Sobre o Comércio de Serviços (AGCS)

Anúncios
%d bloggers like this: